O movimento como medicina. (aula on-line)

No outro dia, um estudante com uma prática muito consciente e respeitosa me perguntou:

– "Cris. Eu tenho muita dor nas costas, que aulas você me recomenda? "

Eu conheço ela Eu sei o que ele faz e o que o seu trabalho exige. O mesmo que tento fazer com todos em aulas on-line, se quiserem me contar.

Eu recomendei umas 8 classes da plataforma de Classes On-line, às quais ele respondeu que tinha feito todas elas. Eu já imaginei isso, porque L Ele tem um olho muito bom e é muito cuidadoso com o que faz e escolhe. Minha próxima resposta foi:

– "Ótimo! Continue fazendo isso. Enquanto você continua a gastar tantas horas sentado para poder realizar o seu trabalho, sua paixão e sua maneira de criar, você terá que continuar fazendo estas práticas de uma forma usual."

Não vamos demonizar, vamos entender.

Entendemos que, enquanto continuarmos a viver como nós, é necessário que dediquemos parte de nossos dias para neutralizar os efeitos que nosso trabalho e nosso modo de vida têm em nosso corpo?

A verdade é que precisamos da vida que temos. Ou muitos aspectos disso. Muitos de nós precisam gastar mais

pés, então eu te amo
2. Pés para o que eu te amo (aula on-line)

8 horas por dia no computador, sentado em cadeiras, para fazer o nosso trabalho. Muitos precisam de uma viagem de carro de duas ou três horas para ir e voltar do trabalho. Podemos mudar muitos aspectos e nossa vida vai melhorar, mas não podemos mudar tudo facilmente ou de um dia para o outro.

Um dos grandes males da nossa sociedade é o dor nas costas. Felizmente, é algo que, com um pouco de compreensão, a prática e a atenção podem ser remediadas. Assim que, Se tivermos uma solução, por que não realizá-la?

Os isquiotibiais adormecem nas cadeiras.

Nos Isquiotibiais na Prática de Yoga, falo sobre o foco que aparece em muitas práticas de Yoga. Muitas das posturas de yoga precisam de uma musculatura saudável na parte de trás do corpo. Repare que eu não digo elástico ou flexível.

A saúde de uma musculatura não é medida por quanto pode ser esticado, mas pela capacidade de ativar e relaxar sob demanda.

Versão adulta de cadeira
3. Conjunto de cadeiras (aula on-line)

Quer dizer queremos que ele tenha a capacidade de contratar e relaxar quando quisermos; ou quando o movimento que vamos fazer exige isso.

Imagine isso: um final de semana com um grupo de 8 pessoas. Nos grupos há sempre um ou dois que puxam o carro; eles tomam as decisões, vão comprar ou dirigir. Quatro que seguem e apoiam seu trabalho. E há sempre um casal que foge de tudo. Podemos substituir "refúgio de fim de semana" por "trabalho em grupo" e lembrar que quanto maior o grupo, maior a capacidade de escapar.

Aqueles que sempre puxam o carro se cansam e os que fogem são deixados para convidar. Mas quando todos cumprem sua função, o peso do trabalho é compartilhado. Algo semelhante acontece no corpo.

Isquiotibiais e costas estão relacionados.

A capacidade dos isquiotibiais em conjunto com os músculos glúteos para ajudar na estabilização da pelve influenciará a saúde de nossos área lombar e articulação sacroilíaca.

Os isquiotibiais são um daqueles grupos musculares que dormem em cadeiras.

Sua função (dependendo das fibras utilizadas) é o de flexione o joelho e estenda o quadril. Quando passamos tanto tempo sentados, eles enfraquecem e encurtam em uma posição de repouso. Se então formos à ioga e nos pedirem para nos alongarmos, estaremos tensionando as fibras para alongá-las sem protegê-las.

Nós vamos ganhar alguma coisa, mas com o tempo a prática de yoga vai estagnar. Sem avançar e talvez com dor, continuaremos nos alongando; compensando com outras partes do corpo que assumirão mais tensão. Neste caso, a pélvis e a região lombar.

Até hoje, muitos dos nossos músculos estão tensos, danificados ou desconectados. Assim, é difícil para nós ativar a musculatura específica para movimentos específicos. O que acabamos fazendo é usar os músculos mais ativos para reproduzir o movimento ou a posição que queremos.

E então, o que posso fazer?

Rápido e simples Fortalece, ativa e reeduca. Vamos encontrar tempo para levantar e estimular esse músculo corretamente até que você se lembre do que significa fazer o seu trabalho. Traga suas pernas para a vida. A melhor coisa é que assim que a musculatura desperta, ela começará a se ativar nos movimentos que deve fazer.

Faça o seguinte e mantenha sempre: Uma pélvis estável. A área lombar longa sem sentir que arqueia. Prioriza a qualidade do movimento em vez do tamanho ou o caminho do movimento.

  1. Flexione suas pernas contra a gravidade.
    De pé ou de quatro, dobre os joelhos como se quisesse levar o calcanhar para as nádegas. Não deixe o arco das costas. O mais possível é que o calcanhar não toque no glúteo, não tente. Tente fazer isso com o pé pontudo (tentando criar muitas rugas na sola do pé) e na dorsiflexão. Você pode fazer isso no trabalho como eu explico na aula "O jogo da cadeira" ou quando você está esperando pelo metrô, colocando gasolina, etc …
  2. Faça seu cão Boca Junior andar. (Fig. 4)
    De um Boca Junior Down Dog estável e confortável, esqueça que você tem joelhos e levanta as pernas uma a uma. Truque para não compensar: mantenha sempre contato visual com os dedos do pé. Não deixe os dedos que se levantam desaparecerem do seu campo de visão. Mantenha a pélvis estável. Além disso, não deixe os dedos do pé apontarem para o lado. Trabalhe porque todos os dedos apontam diretamente para o chão. Faça isso por 3, 4 ou 5 minutos sem parar. Sinta as nádegas e a parte superior dos isquiotibiais se aquece.
  3. Use os glúteos e isquiotibiais como um todo.
    Na classe Foco e Estabilidade do pacote de 20 minutos, trabalhamos muito tempo nessa direção.

    20 minutos de foco e estabilidade
    5. Foco e estabilidade. Embalagem de 20 minutos.

    Obter um bloco ou similar. Manter o equilíbrio em um pé (figura 5), mantenha as costas retas e neutras. Jogue para pegar o bloco em lugares diferentes no chão à sua frente, levante-se e alongue-se novamente para pegá-lo. Deixe o trabalho dos glúteos e isquiotibiais da perna que está apoiando o seu peso. Faça isso por 1 ou 2 minutos ou até sentir os músculos cansados. Toda vez que algo cai no chão, aproveite a oportunidade para trabalhar nessa direção.

  4. Pratique o agachamento.
    A musculatura que nos recolhe dos agachamentos é, em grande parte, os isquiotibiais e as nádegas. Sinta o peso do seu corpo principalmente nos seus calcanhares. Mantenha as costas neutras.

A entrada Care for your hamstrings foi publicada pela primeira vez em Yoga com Cris.

Textos interessantes:

 Jantar de 15 minutos – Uma receita rápida saudável para fritar frango com abobrinha

8 maneiras de ter mais e melhor sexo no novo ano

20 coisas brutas que todos os casais fazem quando eles estiveram juntos para sempre

Dicas para vender fotos on-line para um banco de fotos

O que é mais divertido que um barril de Leprechauns? Baileys & Guinness Cupcakes!

 Como a Internet mudou a indústria de varejo?